18 de novembro de 2017

Fumaça preta

Um blogueiro lá de baixo falando sobre a sucessão no time da burrinha anuncia que em breve a fumaça branca sairá na tromba do elefante. Sei não, mas pela briga de foice que está havendo pros lado de Pium, mais apropriado seria a fumaça preta, né?

16 de novembro de 2017

Rir é o melhor remédio

Enquanto o América não começa a jogar, divirto-me com o que vem do lado de lá, senão vejamos:
“Precisamos sair da lanterna”, fala o treinador interino que ainda acrescenta... “Espero que a torcida compareça para abraçar nossos atletas”. Diante primor de estratégia de marketing, Neném Big Head pergunta: o homi deve está se referindo ao abraço da morte, né?

14 de novembro de 2017

A pérola da semana

Itália fora da Copa da Rússia. Dizem que, depois que treinou no Dos Lamas nada mais deu certo para a Azurra. Dizem, né?

11 de novembro de 2017

Para arrepiar...

Estamos a receber os últimos corrimões/guarda-corpos da Arena América. Cada vez ficamos mais perto do primeiro jogo na nossa casa. Nessa mesma batida, vestiários e pilares dos camarotes  seguem nos arremates finais para deleite dos peles vermelhas que sonharam, acreditaram e escrevem com seus próprios punhos  essa história de realização. Haja coração! É pra arrepiar, né?

P.S. As fotos? Não consegui publicar pelo IPhone,  estou no congresso de gastroenterologia em Brasília. Amanhã estarão no blog do Fernando Amaral - ele também as têm.

10 de novembro de 2017

É pra rir

Hoje, num telejornal matutino, o apresentador anunciou que hoje tem jogo da burrinha e, pasmem, sai com essa pérola: "hoje o abC estabelece definitivamente  sua situação na Série B." Putz! Ainda tem chance? Poderia tal afirmação ser enquadrada como propaganda enganosa? Sei não, deve está se referindo ao posicionamento do time de preto na lanterna, né?

9 de novembro de 2017

Quer ver gols, quer?


Então tá. Dois do América mineiro pra fechar o caixão, né?

8 de novembro de 2017

Mais que mil palavras


E ontem, apesar dos cálculos ribeirinhos, o América mineiro deu o tiro de misericórdia na burrinha. Sinto pelos amigos de preto, mas inegável a alegria de ouvir o choro e ranger de dentes lá de baixo, parecia um velório... Acima, a foto da burra preta saindo do estádio após a queda em Belo Horizonte. Mais que mil palavras, né?